Uma crise no governo foi gerada pela suspeita de que o partido de Bolsonaro e Bebianno teria usado uma candidatura “laranja” nas eleições de 2018

O presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno (PSL), anunciou hoje (18) o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros.

“O excelentíssimo senhor presidente da República decidiu exonerar nesta data do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República o senhor Gustavo Bebianno Rocha. O senhor presidente da República agradece sua dedicação à frente da pasta e deseja sucesso em sua nova caminhada”, declarou o porta-voz.

A decisão foi confirmada em meio a uma crise no governo gerada pela suspeita de que o partido de Bolsonaro e Bebianno, o PSL, teria usado uma candidatura “laranja” nas eleições de 2018. A crise se estendeu e envolveu também o vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente, Carlos Bolsonaro (PSC).