As implicações à saúde causadas pelo consumo de cigarros foi o objetivo principal da 8ª edição da Feira de Saúde realizada pela Prefeitura Municipal para os 163 servidores que trabalham no Deserg. A iniciativa é uma forma de lembrar o Dia Nacional de Combate ao Fumo, que será celebrado no próximo dia 29, e conscientizar as pessoas sobre o mal que o cigarro faz à sociedade e à economia, sejam eles legais ou ilegais, e o elevado custo para o sistema de saúde do município e de todo o país.

O psicólogo do Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador (Nast), Ernandes de Amorim, explicou que além de palestra sobre o tema, os servidores fumantes fizeram testes que apontam o nível de dependência da nicotina, para que, a partir dos resultados, sejam criados planos terapêuticos para que o servidor deixe de fumar.

Atendimento médico foi um dos serviços oferecidos aos servidores do Deserg

Mas a ação social no Deserg também teve outro objetivo: comemorar o Dia dos Pais. Segundo o coordenador da Central de Equipamentos (Deserg), Lucas Batista, como já havia essa atividade programada para o final do mês, a ideia foi promover uma única ação para celebrar as duas datas. “Esse é um setor muito ativo e, portanto, requer uma atenção especial. Aqui existe um cuidado com a saúde física e mental dos servidores, porque quando existe essa preocupação, o rendimento é maior”, disse, e acrescentou: “Hoje as máquinas de ferro pararam para que as humanas tivessem oportunidade de se cuidar”. Os servidores receberam atendimento médico e odontológico, serviços de aferição de pressão e testagem de glicemia, além de café da manhã e almoço.

O padre Geneildo Lima, da Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz, também esteve presente na ação e falou da importância da atividade para a saúde dos trabalhadores.

Oficial de Obras e Serviços, Antônio Carvalho trabalha no Deserg há 11 anos. Para ele, a feira é mais uma oportunidade de cuidar da saúde. “Muitas vezes ficamos na correria do dia a dia, mas com o médico aqui no trabalho não temos desculpas para não fazer os exames”, disse o servidor ao afirmar que se sente valorizado com a iniciativa. O pedreiro João Batista de Jesus completou: “a feira é um estímulo para a melhoria da qualidade de vida e uma oportunidade de obter novas informações que contribuem não somente para a saúde física, como também para a saúde espiritual e a convivência social”, ressaltou. Durante a feira, que contou também com a participação de servidores das secretarias de Infraestrutura Urbana, Saúde e de Gestão e Inovação na oferta dos serviços.