Os diretórios estaduais do Partido Verde se reuniram por cerca de quatro horas na segunda-feira (20) e bateram o martelo sobre a formação da federação partidária com PSB, PCdoB e PT.
A aprovação pela maioria dos estados abre caminho para o partido apoiar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) na disputa presidencial de 2022.
“A reunião da executiva federal dará o caráter oficial do apoio ao Lula. Na reunião de ontem foi festejada a federação e, naturalmente, quem está se viabilizando como candidato desse campo é o Lula”, disse o presidente do PV, José Luiz Penna.
À reportagem, o presidente do PV também comentou a aproximação de Lula e Geraldo Alckmin (sem partido) consolidada no jantar do último domingo (19), em São Paulo. Para ele, é um sinal de que a candidatura desse grupo político que formará a federação é por uma frente democrática e não só do PT.
É um sinal muito positivo porque não é a candidatura do PT, é de uma frente democrática como a gente sempre idealizou. É um engano achar que essa eleição vai ser um passeio, uma coisa fácil. Temos que criar um contingente grande de partido para derrotar essa ameaça autoritária”, diz Penna.