Modéstia à parte, mas conheço quando um assunto interessa a população e que é aprovada pela maioria esmagadora da sociedade, A DUPLICAÇÃO DA RIO BAHIA, sem dúvida é um anseio de Conquista, da Bahia e do Brasil.

Em determinados momentos se faz necessário dizer a verdade, doa em quem doer, mas precisamos tensionar é esperar a reação de quem pode decidir. Uma coisa é cristalina, o contrato da VIABAHIA terminará em 2035 e se depender da justiça os recursos protelatórios possíveis, levarão processo por mais 13 anos, tempo suficiente para conclusão do contrato sem a desejada duplicação.
A utilização do bem público (BR-116) pela concessionária padece de uma medida enérgica do governo, a declaração de utilidade pública e a intervenção federal, em sendo possível e/ou cabível, seria o caminho mais rápido, a eficiência do exército talvez seja a melhor alternativa para execução das obras.
JOSÉ MARIA CAIRES