O governo do estado, por meio da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), está planejando lançar um software para atender motoristas de aplicativo ao redor da Bahia. De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, a pasta fará uma reunião de trabalho nesta quinta-feira (23), no Parque Tecnológico, para dar início a formação da cooperativa.

 

A Setre informou  que o aplicativo em questão já está pronto e que a etapa agora é de reuniões com os representantes da categoria. A partir disso, a pasta espera formar a cooperativa responsável pela administração da plataforma e, assim, realizar o lançamento do aplicativo.

 

O app do governo funcionará como um marketplace, funcionando como um intermediador entre restaurantes e entregadores, assim como os aplicativos atuais. Segundo a Setre, a ideia para a elaboração do projeto surgiu ainda na pandemia, quando houve um crescimento da demanda.

 

“Nós desenvolvemos e produzimos um aplicativo para entregadores, tipo um iFood, tudo pelo Estado. Mas o problema não é só o software, é fazer a cooperativa para a gestão dele. Qual é o objetivo? Que os trabalhadores não sejam explorados e que as empresas também tenham ganho com isso. Fizemos primeiro uma qualificação dos motoboys, entregamos capacetes e estamos acompanhando”, afirmou o titular da Setre, Davidson Magalhães.

 

A iniciativa já realizou o lançamento de um projeto-piloto em Salvador, em parceria com a Associação de Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O produto contou com um investimento de R$ 770 mil, por meio do Fundo de Promoção do Trabalho Decente (Funtrad), tendo a participação de, pelo menos, 100 trabalhadores da categoria (motos ou bicicletas).

 

A tecnologia utilizada foi desenvolvida pela Softex Campinas, uma organização da sociedade civil de interesse público (Ocip) que atua no fomento de desenvolvimento de ecossistemas regionais por meio da tecnologia da informação.