Cerca de 2.300 aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) podem ter benefícios bloqueados na Bahia, por não fazerem a prova de vida no mês de janeiro. O prazo era válido até o último dia 31 e foi prorrogado até 16 de fevereiro, ainda assim, milhares de pessoas não realizaram o procedimento.

Ao todo, cerca de 12 mil beneficiários foram convocados. Dos que não compareceram, cerca de 1.100 moram em Salvador e Região Metropolitana. Todos podem ter o benefício suspenso a qualquer momento.

Já em fevereiro, quase 11 mil aposentados e pensionistas foram convocados. Até esta segunda-feira (21), de acordo com a Superintendência da Previdência (Suprev), somente 4.400 realizaram a prova de vida. Quem está pendente tem prazo até o dia 28 de fevereiro.

De acordo com a Suprev, os beneficiários devem procurar uma unidade do SAC para regularizar a situação, inclusive os que não fizeram o recadastramento dentro do prazo estipulado pelo órgão.

O exame no SAC é realizado somente por agendamento. Para fazer a marcação, o beneficiário pode entrar em contato com a Central de Atendimento da Suprev pelos telefones 0800 071 5353 ou 71 4020-5353. Além disso, também é possível marcar pelo aplicativo SAC Digital, disponível para download para telefones com sistema Android ou iOS ou pela página do serviço na internet.

“A convocação se dá por mês de aniversário do aposentado ou ex-servidor que instituiu a pensão previdenciária. Então é só considerar o mês de aniversário e ficar atento à convocação. Além disso, a gente faz a convocação enviando um e-mail para essa pessoa informando que ele precisa fazer a prova de vida”, disse a gestora.

Desse modo, ela destaca que “os nascidos em março devem ficar atentos e a partir da última semana de fevereiro já podem iniciar o agendamento através do SAC digital ou através da central de atendimento da previdência”.