Entre outras coisas, Bolsonaro quer que eles ajudem a reforçar os cofres do governo, vendendo empresas controladas pelos bancos

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) dá posse hoje (7) aos presidentes dos maiores bancos públicos do país: Caixa Econômica, Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A Caixa fica por conta de Pedro Guimarães e o Banco do Brasil com o economista Rubem Novaes. A presidência do BNDES ficará com Joaquim Levy, ministro da Fazenda no governo Dilma Rousseff (PT) e atual diretor do Banco Mundial, em Washington.

Entre outras coisas, Bolsonaro quer que eles ajudem a reforçar os cofres do governo, vendendo empresas controladas pelos bancos.