O governador Rui Costa (PT) não acredita na possibilidade de festas clandestinas no período que compreende o Carnaval em 2022 nas cidades do interior da Bahia.

Contrário a realização da festa no próximo ano, o gestor estadual afirmou durante a inauguração do Hospital Materno-Infantil, em Ilhéus, nesta segunda-feira (6), que acha pouco provável a promoção de festas, tendo em vista a situação da pandemia.

 

“Não acredito que tenha algumas cidades que realizarão o Carnaval sem a participação do governo, por conta da integridade da segurança das pessoas. O governo não participará de nenhum evento de massa e eu acho pouco provável que alguém organize”, disse.

 

Com o discurso já conhecido a favor da vacinação, o petista afirma que o estado caminha para continuar virando a chave, longe da nova variante, a Ômicron. “Nós não desejamos ter mais uma onda de Covid aqui na Bahia, ao contrário, nós estamos preparados pra continuar virando a chave”.

 

Em seu discurso, o governador não comentou sobre as festas já confirmadas para acontecer no estado, em especial em Salvador, como o Carnavalito e o Carnaval indoor que será promovido por Ivete Sangalo no Centro de Convenções.