Integrando o Programa Aldir Blanc Bahia, estão abertas a partir desta quarta-feira (07) as inscrições para os Prêmios de Preservação dos Bens Culturais Populares e Identitários da Bahia Emília Biancardi. Gerido pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, o edital foi publicado na edição de 07/10 do Diário Oficial do Estado.  Serão recursos oriundos da Lei Aldir Blanc direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo

 

O diretor do CCPI, André Reis, destaca a importância nesse momento de abrir chamadas públicas voltadas à preservação dos bens culturais populares e Identitários da Bahia, com premiações que visam contemplar a diversidade cultural dos territórios de identidade baianos. “Preparamos uma Seleção Pública que pudesse envolver todos os segmentos da cadeia da cultura popular como o artesanato baiano, as comunidades quilombolas e indígenas, as danças e folguedos”. Reis destacou que haverá premiações direcionadas aos mestres e mestras dos saber popular, os grupos etários, como jovens e idosos, ciganos e sertanejos. “Serão premiados ainda os segmentos que foram diretamente afetados no período junino, a exemplo das bandas de forró tradicional e as quadrilhas”. 

 

Os  Prêmios de Preservação dos Bens Culturais Populares e Identitários da Bahia Emília Biancardi, fazem referência à prestigiada etnomusicóloga, professora, colecionadora e especialista nas manifestações tradicionais da Bahia, hoje com 88 anos de idade e uma inestimável contribuição para a cultura baiana. A premiação irá contemplar propostas nas seguintes categorias: Mestres e Mestras da Cultura Popular; Danças e Folguedos; Cordelista, Repentista e Poeta Popular; Artesanato baiano; Matrizes do samba da Bahia; Africanidades; Identidades; Forró Tradicional; e Quadrilhas Juninas. 

 

As inscrições para os Prêmios estão abertas de 07 a 26/10/2020, unicamente por meio de preenchimento de formulário online, disponível no site da SecultBA (www.cultura.ba.gov.br).

 Poderão concorrer projetos de trabalhos artísticos ou culturais, das culturas populares e identitárias, que possam ser apresentadas virtualmente e/ou presencial, devendo ser observados todos os protocolos sanitários recomendados pela OMS – Organização Mundial da Saúde. O total de recursos disponíveis para os prêmios desta Chamada é de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais).

Programa Aldir Blanc Bahia – Criado para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamentações federal e estadual. As ações são a transferência da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realização de chamadas públicas e concessão de prêmios. O PABB tem execução pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias; e as suas unidades vinculadas: Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural. 

 

Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) é responsável pela execução, proteção e promoção das políticas públicas de valorização e fortalecimento das manifestações populares e de identidade, orientadas de acordo com o pensamento contemporâneo da Unesco e do Ministério da Cultura. Seu campo de atuação contempla a cultura do sertão, de matrizes africanas, ciganas e indígenas, LGBTQIA+, infância e idosos. Coordena a programação artística dos largos do Pelourinho e suas grandes festas populares.