O encontro aconteceu na tarde desta terça-feira (6), no Gabinete Civil.  Os vereadores da Bancada de Oposição entregaram à prefeita Sheila Lemos (DEM) um documento com  várias reivindicações nas áreas de mobilidade urbana,  educação, saúde, cultura, servidores e obras.

O líder da oposição, vereador Valdemir Dias (PT), conduziu a reunião e ressaltou a importância da relação institucional do Governo Municipal com a Bancada de Oposição. “A bancada se reuniu com a prefeita e tratou de vários assuntos de interesse da comunidade. A prefeita Sheila Lemos abriu o diálogo direto com os vereadores de oposição e houve reciprocidade. A cidade só tem a ganhar com esse diálogo”, afirmou Valdemir.

Com discurso pacificador e pregando união, Sheila Lemos destacou a postura dos vereadores de oposição e ressaltou a importância da Câmara Municipal para espelhar as demandas da cidade. “Espero que seja o primeiro de muitos outros encontros. A gente precisa governar juntos, o Poder Executivo necessita da Câmara de Vereadores. Entendemos o papel da oposição, mas sabemos também que essa oposição é responsável e devemos trabalhar juntos para o bem do município”, afirmou.

Reivindicações

O vereador Chico Estrella (PRTB) foi o primeiro a apresentar as demandas e destacou a situação dos camelôs que atuam na Avenida Lauro de Freitas e que ainda não sabem para onde serão realocados após inauguração da Estação de Transbordo.

Fernando Jacaré (PT) destacou a sintonia da Bancada de Oposição nas pautas de interesse da cidade e voltou a cobrar a execução das emendas impositivas. Em relação à pandemia, ele ressaltou a parceria entre a Prefeitura de Salvador e o Governo do Estado, os quais estão somando forças no enfrentamento à Covid-19. Jacaré pontuou também as dificuldades dos comerciantes locais com as medidas restritivas impostas pelo Governo do Estado.

Neste sentido, o vereador Alexandre Xandó (PT) pediu à prefeita  Sheila Lemos a criação de um auxílio emergencial para atender os artistas da cidade que estão sendo impactados pela pandemia. Ele pediu também que as deliberações dessa reunião fossem desdobradas com as secretarias do governo. Chamou atenção para a Rede de Atenção Básica do município, destacando as demandas dos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida. Segundo o vereador, os moradores desses locais ainda sofrem para ter acesso aos serviços de saúde. Ainda sobre os residenciais, ele falou sobre os cuidados para manutenção das áreas comuns, como quadras e vias públicas.

O vereador Luciano Gomes (PCdoB) comemorou o diálogo com a prefeita e destacou a importância da bancada de oposição na aprovação de pautas de interesse do Governo Municipal. Ele também reivindicou a permanência dos camelos na Avenida Lauro de Freitas, criticou a exclusão das linhas sociais no edital de licitação do transporte público e solicitou uma reavaliação dessa decisão.

O vereador Andreson Ribeiro (PCdoB) parabenizou a prefeita Sheila Lemos pela postura republicana em se reunir com a Bancada de Oposição. Ele afirmou que o Governo Municipal e a Câmara de Vereadores precisam discutir o orçamento para 2021, alinhando o diálogo para ajudar o Poder Executivo a atravessar essa crise sanitária e também econômica que assola o país em virtude do novo coronavírus. Andreson também criticou o Comitê Gestor de Crise, afirmando que o mesmo não pode ter dono e precisa estar aberto ao diálogo com os diversos segmentos da sociedade.

A vereadora Viviane Sampaio (PT) demonstrou descontentamento com a nova modalidade do serviço de transporte público da cidade, que deixa de ser uma concessão para permissão.  Ela reclamou também da falta de diálogo de setores da prefeitura com o trabalho desempenhado pelos vereadores, citando diversos ofícios que não foram respondidos. Reclamou também de questões estruturantes como aquisição de medicamentos e cobrou resultados mais eficazes para justificar os custos do município com as contratações de assessorias.

“Nós somos uma oposição responsável e não vamos bater palmas para o que não está correto”, afirmou o vereador Ricardo Babão (PCdoB). Ele criticou a Secretária de Obras e disse que vários setores econômicos da cidade estão sendo prejudicados devido à qualidade do serviço prestado por essa pasta. Ele também ressaltou a deterioração da Rede da Atenção Básica, afirmando que a saúde do município está doente. Por fim, Ricardo Babão falou também das emendas impositivas, destacando que tem emenda para ser aplicada desde 2017.

Demora na obtenção de alvarás, regularização do habite-se e demandas do IPTU foram outros assuntos tratados durante a reunião.