Em reunião realizada nesta sexta-feira (04) na sede da empresa, a diretoria da Viação Cidade Verde informou que não deverá manter o lote emergencial de ônibus que administra desde o ano passado.

Segundo o Jornal Conquista, informações apontam que a empresa vai demitir cerca de 320 funcionários que haviam sido contratados para atuar nas linhas do lote, anteriormente administrado pela Viação Vitória.

Em meados de Abril, a Cidade Verde deixou de operar em 5 linhas do lote emergencial, fazendo com que a Prefeitura de Vitória da Conquista contratasse a Viação Novo Horizonte para operá-las pela quantia de 810 mil reais.

O contrato da Prefeitura com a Cidade Verde por essas linhas era de 180 dias completos no início de 2019, de lá para cá, a empresa atuava nessas linhas sem contrato.