“Tradição/Tradução” é o primeiro álbum da cajupitanga, previsto para ser lançado no próximo dia 22 de julho. Experimentando as paisagens eletrônicas, sem abandonar o ambiente criado pelas cordas intimistas dos últimos trabalhos, os músicos compuseram as faixas ao longo do ano de 2020, trocando as mais diversas referências do mundo artístico – rituais, festas e cantigas norteiam as traduções feitas pelo duo.

Faça o pré-save

 

O álbum marca a desconstrução da composição experimentada por eles até então, feitas não só no violão, mas em recortes e fragmentos rítmicos, sem deixar a organicidade de lado. O disco tem por norte a dialética e o movimento das culturas ao longo do tempo. O que é tradição, é traduzido, até que a renovação se consolide como uma nova cultura e seja traduzida novamente. Um ciclo farto.

“A partir desse reconhecimento, a obra constrói sua base nas nossas raízes – a América do Sul, o Brasil, o Nordeste, a Bahia. Pincelamos as formas sonoras características de nossa cultura para, sobretudo, consolidar o encontro das tradições dentro de nós”, define o duo.

O projeto é formado por Candioco e Francisco Viva, naturais de Vitória da Conquista (BA). A ideia veio com o hiato da banda Taro, grande promessa jovem da cidade que movimentou a cena independente nos últimos anos.

Determinada pelo violão de trova do interior, somado aos ritmos brasileiros e o modernismo eletrônico, a cajupitanga é calcada na produção caseira. Assegura-se na liberdade criativa e abre caminho a quem se identificar com a arte que fazem, compartilhando as próprias criações fora do ambiente musical.

Ouça cajupitanga

TRACKLIST

  1. O Homem
  2. Cocada
  3. A Todos Nosotros
  4. Samaúma I
  5. Nova
  6. Quase Santo
  7. Gota de Arara
  8. Aedo/Vaivém
  9. Samaúma II
  10.  Iracema

 

FICHA TÉCNICA

 

Composições: cajupitanga

Produção, Mixagem e Masterização: Candioco

Consultoria técnica e produção: Arthus Fochi

Diretor de Arte Visual: Bernardo Rezende

Distribuição: Ka’a Music / Cantores Del Mundo