Na tarde desta terça-feira (1), a Comissão Parlamentar de Intervenções Rodoviárias e Fiscalização de Obras da Via Bahia, formada pelos vereadores Fernando Jacaré (PT), Edjaime Rosa – Bibia (MDB), Valdemir Dias (PT) e Hermínio Oliveira (Podemos), e mais o vereador Adinilson Pereira (MDB), que estava ausente por motivo de viagem, se reuniu com o Procurador da República em Vitória da Conquista, André Sampaio Viana, com representantes da Polícia Rodoviária Federal e com lideranças comunitárias do município. O encontro aconteceu na sede do Ministério Público Federal e discutiu a duplicação da BR-116 e a construção de cinco viadutos ao longo do Anel Viário do município. Na ocasião, um documento com várias pautas foi entregue ao procurador.

O presidente da Comissão, vereador Fernando Jacaré, criticou a atuação da Via Bahia na região Sudoeste e lamentou a insistência da concessionária em não cumprir o contrato que firmou com o Governo Federal. “A Via Bahia alega arbitragem, mas o que está claro para a gente é que eles só querem ganhar tempo com essas manobras. A questão é que não podemos admitir que acidentes continuem acontecendo devido à falta de infraestrutura”, afirmou o vereador. Jacaré pediu o apoio do Ministério Público Federal para articular um novo encontro com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para debater a continuidade do contrato da Via Bahia.

O procurador André Sampaio Viana se comprometeu em articular esse encontro com o ministro e não descartou a possibilidade de uma ação contra a Via Bahia por danos morais coletiva. Ele informou que já cobrou da concessionária, por meio de ofício, a apresentação de todo planejamento previsto para o Anel Viário de Vitória da Conquista, mas não obteve resposta.

O vereador Edjaime Bibia lembrou que a principal reivindicação é o cumprimento do contrato e sugeriu a suspensão da cobrança da taxa do pedágio como medida punitiva contra a concessionária. “A Via Bahia está em débito com Vitória da Conquista e, infelizmente, essas intervenções são necessárias para que ela possa entender que existem demandas que não foram atendidas”, justificou o vereador. Hermínio Oliveira ressaltou os constantes acidentes que são registrados e lamentou as consequências dessa falta de infraestrutura. “Existem pessoas com sequelas e famílias que ainda choram a falta dos seus entes queridos, que foram vítimas da falta de passarelas, viadutos e da duplicação da BR-116. Essas melhorias já deveriam existir, se não fosse a teimosia da Via Bahia, que insiste em não olhar para região Sudoeste”, lamentou Hermínio.

O vereador Valdemir Dias lembrou que nenhuma ação foi apresentada pela Via Bahia na última reunião que os vereadores tiveram com a concessionária. “Eles falaram que não tinham nenhuma novidade. Isso é desanimador. Estamos com esse trabalho há mais de dois anos e sem avanços nas intervenções que são contratuais. Estamos recorrendo ao Ministério Público Federal para que possamos ter efetividade nesse trabalho”, afirmou Valdemir.

Na próxima segunda-feira (7), a Comissão estará visitando os pontos mais críticos do Anel Viário de Vitória da Conquista. Uma nova reunião no Ministério Público Federal deverá ocorrer na segunda quinzena do mês de julho.