Em razão da pandemia Coronavírus ( COVID 19), a Copa América de 2020, que seria disputada de junho a julho na Argentina e na Colômbia, foi adiada para 2021.  A Eurocopa, o torneio de seleções europeias que estava previsto para o mesmo período da Copa América, também foi transferida para o próximo.

As decisões foram tomadas nesta terça-feira (17), em reuniões por videoconferência da Conmebol (confederação sul-americana) e da Uefa (entidade que comanda o futebol europeu) com as federações dos países do seu respectivo continente.

A possibilidade de transferir os eventos para o ano que vem ganhou força nos últimos dias, já que, com os torneios nacionais e continentais de clubes da Europa paralisados, não haveria tempo de terminar a temporada 2019/20 até o dia 12 de junho, data inicialmente marcada para o início tanto da Copa América quanto da Eurocopa.

A Uefa e os clubes da Europa trabalham com a possibilidade de terminar suas ligas, que foram interrompidas, durante o próximo verão europeu, ou seja, ainda em 2020. Para isso, é claro, dependem do controle da pandemia do novo coronavírus.

Um grupo especial de trabalho foi montado pela confederação europeia para estudar de que forma esses campeonatos e as competições continentais, como a Champions League e a Liga Europa, poderão ser finalizados.

A Euro deste ano seria a primeira da história a ser realizada em mais de um ou dois países, com jogos espalhados por 12 cidades diferentes: Amsterdã, Baku, Bilbao, Bucareste, Budapeste, Copenhagen, Dublin, Glasgow, Londres, Munique, Roma e São Petesburgo.

De acordo com a Uefa, o torneio será disputado entre 11 de junho e 11 de julho, mesma data anunciada pela Conmebol para a realização da Copa América. Os presidentes das duas entidades destacaram a colaboração entre as confederações para a readequação do calendário.

O adiamento da Eurocopa deverá implicar também na reorganização do novo Mundial de Clubes, que teria sua primeira edição em 2021, na China. A competição, organizada pela Fifa, ocuparia a janela deixada pela Copa das Confederações e seria realizada de quatro em quatro anos.