Com a presença de 20 dos 21 vereadores eleitos e reeleitos em 2020, foi realizada na tarde desta sexta-feira, 08, uma Sessão Extraordinária para deliberar sobre a posse virtual do Senhor Herzem Gusmão, reeleito prefeito de Vitória da Conquista no dia 29 de novembro de 2020. A posse virtual foi requerida por meio de um documento encaminhado pelo prefeito eleito, que se encontra em tratamento da Covid-19, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

A sessão teve início com a leitura do Requerimento 001/2021, de autoria do Sr. Herzem Gusmão, que solicitou a prorrogação do prazo de 10 dias para a posse, conforme prevê a Lei Orgânica, e, concomitantemente, uma data para que a posse fosse realizada. Em seguida, o presidente da Casa, vereador Luís Carlos Dude (MDB), colocou o pedido para apreciação dos vereadores, de forma nominal, os quais deliberaram por uma sessão subsequente virtual. Dos 20 vereadores, 18 votaram favoráveis e apenas um votou contra. Como eram necessários 2/3, ou seja, 14 votos, não houve necessidade do voto do presidente. O vereador Valdemir Dias (PT), líder da Bancada de Oposição, estava ausente por motivo de viagem.

Após a aprovação do requerimento, a Sessão Extraordinária foi encerrada pelo presidente, com um tempo de 10 minutos para abertura da Sessão Solene de Posse, realizada pelo Sistema de Deliberação Remota (SDR).

Segundo o presidente da Câmara, Luís Carlos Dudé, a decisão já era esperada. “Nós nos reunimos com as duas bancadas de Situação e Oposição, e entramos em um consenso por entender que se trata de uma situação atípica, a pandemia nos obrigou a isso. O prefeito foi eleito democraticamente e não tem culpa de ter sido acometido pela Covid-19”, disse Dudé, agradecendo aos colegas vereadores pela compreensão. “Nossos sinceros agradecimentos aos colegas, à imprensa e à cidade de Vitória da Conquista”, concluiu.