A Petrobras informou que a partir desta sexta-feira (28), os preços do GLP, mais vendido em botijões de 13 quilos para consumo residencial, estarão 5% em média mais caros nas refinarias. Este é o sexto aumento consecutivo de preços desde maio.

Com este novo reajuste o produto acumula uma alta média no ano de 5,77%. Além da disparada na cotação do dólar, que impacta nos preços da Petrobras no mercado internacional, os valores do GLP estão em alta, de acordo com executivos do setor, especialmente nos Estados Unidos.

Esse reajuste é válido também para o GLP consumido  pelo comércio e indústria.