Um dos moradores de Trancoso em Porto Seguro, que se encontra isolado numa residência, após o proprietário testar positivo para o coronavírus, deixou a casa no condomínio sem autorização sendo interceptado pela Polícia Militar.

O fato ocorreu na madrugada de hoje, terça feira, dia (17), por volta das 01h, quando a PM foi acionada no sentido de intervir após denúncia que um dos funcionários da  residência havia saído do local conduzindo um veículo fiat uno, cor branca, tomando destino ignorado.

Logo em seguida prepostos do 8° BPM montaram vários pontos de bloqueio nos acessos a região interceptando o veículo na BA 001, próximo a Arraial da Ajuda.

Durante a abordagem o homem insistiu em seguir alegando que outras pessoas haviam sido liberadas para retornarem à São Paulo e seu teste concluiu resultado negativo para o vírus, assim não voltaria ao local de risco onde há outras pessoas.

Porém, após determinação dos policiais militares presentes no bloqueio o homem retornou para a quarentena e fora advertido quanto a proibição de deixar o local enquanto houver a possibilidade de contágio, em seguida foi escoltado até a casa onde se encontrava.

Os policiais militares tomaram medidas para evitar um eventual contágio, inclusive o uso de luvas, máscaras de proteção e não tiveram contato físico, nem se aproximaram do suspeito de contaminação.

O comando do 8°BPM esclarece ser crime com pena de reclusão de 1 a 4 anos, praticar com intenção, ato capaz de produzir a outra pessoa o contagio de moléstia grave que está contaminado e pede as pessoas colaboração total no sentido de evitarem a propagação da doença. O risco é de todos sem distinção.

As informações são da Assessoria de Comunicação do 8ºBPM- Porto Seguro.