Na sessão oirdinária desta quarta-feira (19), o vereador Danillo Kiribamba (PCdoB) criticou a administração da Secretaria Municipal de Saúde. Para ele, a equipe da pasta “brinca de administrar”. Segundo Kiribamba, há mais de quatro meses a secretaria interrompeu a doação de fraldas a crianças com deficiência, apesar de existir uma liminar determinando o auxílio.
O edil pediu a intervenção de colegas que fazem parte da Bancada de Situação, e afirmou que o prefeito só lembra da Câmara quando quer aprovar projeto, e que não executa as solicitações dos vereadores, como a emenda parlamentar de autoria de seu mandato. São R$ 250 mil para ações na Urbis V.
Kiribamba também criticou a notícia de que os postos de saúde iriam funcionar até as 22 horas. “Pra quê?”, questionou. Segundo o parlamentar, há mais de três anos as unidades sofrem com a falta de medicamentos e profissionais. Para ele, a mesma situação acontece com o projeto de reforma do terminal de ônibus. “Não tem competência para fazer”, disse.
Em sua fala, ainda afirmou que a violência aumentou e atinge mais os jovens. Para ele, a situação é agravada por conta da ausência de projetos e ações sociais, esportivas e de lazer que poderiam ocupar a população jovem. Kiribamba destacou o Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC), que acontece nos bairros Patagônia, Brasil e Santa Cruz, uma ação do governo estadual em parceria com o Ministério do Esporte.