O professor e escritor e ex-secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, morreu, aos 63 anos, na noite desta segunda-feira (3), em Salvador. Ele estava internado  desde a tarde desta segunda, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) cardiovascular do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS).

Segundo a assessoria da unidade de saúde, Portugal teve de falência cardíaca aguda.

Segundo informações do hospital, o ex-secretário de Cultura da Bahia estava em coma induzido e morreu por volta das 20h15.

Segundo o boletim médico, ele já chegou à unidade em “estado crítico e apresenta quadro de choque cardiogênico”.

Uma equipe do Samu foi acionada para atender o educador, que estava em estado grave com sinais de insuficiência respiratória.

Ele recebeu atendimento inicial e foi levado para o Hospital Geral Roberto Santos. Durante o trajeto, Jorge Portugal chegou a ter uma parada cardiorrespiratória, mas foi estabilizado. Não há detalhes sobre o que causou o quadro de insuficiência.

Carreira:

Jorge Portugal nasceu em 5 de agosto de 1956, na cidade de Santo Amaro, no recôncavo da Bahia. Formado em Letras pela Universidade Federal da Bahia, ele foi um educador, poeta, letrista e compositor brasileiro.

O educador ficou conhecido por obras voltadas para estudos universitários, como o livro “Redação é assim”, adotado por cursos pré-vestibulares de Salvador. Portugal se consolidou como apresentador de televisão ao liderar por nove anos “Aprovado”, programa educativo voltado para estudantes universitários na TV Bahia.

Neste vídeo, o professor fala sobre cultura:

 

Nestas fotos o professor Jorge Portugal aparece ao lado de conquistenses, a exemplo do professor Adão Albuquerque e dos deputados Waldenor Pereira e Zé Raimundo.

Fotos: Rodrigo Ferraz.